Quais as vantagens de empreender em sociedade?

Abrir uma empresa, começar um negócio é uma tarefa que demanda tempo, dedicação e, principalmente, atenção aos detalhes. Além de todos esses focos que devemos ter, normalmente uma outra dúvida se passa na nossa cabeça: devo ou não devo empreender em sociedade?

É muito comum ouvirmos histórias de empresas que fecharam por conta de atrito entre sócios ou amigos que desfizeram a amizade por conta da sociedade que tiveram. Mas será que é tão ruim mesmo ter uma sócia ou sócio?

Quais os pontos positivos de empreender em sociedade?

Apesar dos possíveis aspectos negativos sobre empreender em sociedade, na maioria das vezes não é ruim optar por empreender em sociedade. A melhor analogia talvez seja uma atividade em grupo na faculdade: é possível realizar uma análise, por exemplo, sozinha. Ainda assim, quando o trabalho é feito em parceria com mais alguém, a visão de mundo e a interpretação do outro enriquecem seu trabalho com dados e opiniões que você talvez não teria tido sem um outro ponto de vista.

Na prática, é mais ou menos assim que funciona o empreendimento com uma sócia. Suas opiniões, ideias, competências e visões de mundo serão somadas às de outra pessoa, aumentando as chances de sucesso do empreendimento. 

Diversos outros motivos colaboram para que afirmemos que empreender em sociedade pode ser efetivo. Confira alguns dos benefícios que separamos abaixo.

1. Parceria

Começar um negócio é um grande desafio. As adversidades do mercado podem exigir muito da nossa capacidade emocional num momento em que não podemos nos deixar desanimar  ou perder força. 

A simples presença de outra pessoa empreendendo junto com você pode ser de muita valia nesses momentos. Passando pelas mesmas questões juntas, existe o apoio mútuo e alguém que pode entender exatamente pelo que você está passando. 

Além disso, o apoio de sócios também tem como finalidade “segurar as pontas” quando você não está se sentindo tão produtiva ou criativa - e isso é perfeitamente natural. Também existe uma divisão de atividades quando as demandas são grandes, o que sozinha ficaria bem mais difícil de cumprir. Com esse tipo de apoio, as chances do empreendimento dar certo aumentam significativamente.

2. Ideias plurais

Aqui entra a questão das visões de mundo se somando. Investir sozinha não é sinônimo de fracasso, muito pelo contrário. Entretanto, só existirão suas ideias, sua versão dos fatos, sua opinião. Por mais que isso pode ser certeiro, há a chance de atingir um público menor ou de não conseguir entregar o melhor produto ou serviço que poderia para o mercado.

Não é possível, logicamente, agradar a todos. Mas quando você divide suas ideias com uma sócia, o caminho natural é que ela seja somada e enriquecida com outros pontos de vista - desde que você também esteja aberta a escutar e ceder à outras ideias, que muitas vezes pode ser oposta à sua.

Outra forma de aproveitar essas diferentes opiniões é separar as funções do negócio de acordo com a aptidão de cada sócia. Se você possui mais vontade de lidar com o financeiro, por exemplo, assuma essa responsabilidade e transfira o relacionamento com os clientes e a comunicação para uma sócia, por exemplo. Quando fazemos o que gostamos, sempre fazemos mais bem feito e com mais vontade. E dividir as tarefas num empreendimento é essencial para que isso ocorra. 

3. Divisão de gastos

Um dos maiores pontos positivos para empreender em sociedade é a divisão de gastos. E o título é autoexplicativo: Se você dispõe de R$100 mil em dinheiro, mas deseja realizar um investimento de R$250 mil, o valor restante pode ser cedido por uma futura sócia - ou mais de uma. 

Além disso, todos os demais gastos que surgem até que o negócio comece a lucrar também podem ser divididos, que mesmo sendo baixos se for o seu caso, acaba deixando as contas mais leves e mais fácil de levar o empreendimento para frente. Ou seja, existe uma chance de fôlego financeiro maior para você investir no seu negócio.

4. Competências complementares

Dificilmente seremos gênias em todas as nossas habilidades e competências, não é mesmo? Sempre existe algo que nos saímos melhores, e esse deve ser nosso principal foco. Mas num negócio em fase inicial, temos que fazer de tudo, porém quando estamos sozinhas, precisamos fazer tudo, tudo mesmo. Já em dupla ou trio, essa divisão por competências acaba fluindo melhor. Por isso é importante não buscar a sociedade apenas pela amizade, mas também por visão e atuação complementar. É muito importante que você realmente goste e confie na pessoa que será sua sócia. Lembre-se, é um casamento!

Viu como pode ser bem vantajoso investir em sociedade? Então que tal descobrir algumas dicas de como encontrar a sócia perfeita para o seu negócio? Nós já escrevemos um artigo sobre o tema, e você pode ler clicando aqui.