Investimento em franquias: como a prática auxilia o empreendedorismo

franquias.investimento.jpg

Muitas mulheres têm o sonho de empreender um dia, mas no meio do caminho aparecem tanto obstáculos que as pessoas acabam desistindo antes mesmo de começar. Seja pela idealização do negócio, o que abrir, onde abrir, como começar, o que é preciso para iniciar uma empresa do zero, e por aí segue uma lista infinita de dúvidas. Nessas horas, o investimento em franquias pode ser aquela mão amiga para você que deseja ter um caminho a trilhar no empreendedorismo e na liderança feminina.

Antes de tudo, é importante ressaltar que nenhum investimento é fácil e te deixará em casa apenas sentada e lucrando. Qualquer traço de empreendedorismo, seja com a sua própria empresa ou uma franquia, exige foco, determinação, persistência, organização, e muito mais. Afinal, por mais que seja um franquia e você não seja dona da marca, você é a responsável pelo lucro daquela unidade e pelo seu sucesso.

COMO FUNCIONA O INVESTIMENTO EM FRANQUIAS

O investimento em franquias pode ser a saída para quem busca o empreendedorismo feminino de uma forma mais rápida e certeira. Isso acontece pois você abre uma unidade de um negócio já existente no mercado, ou seja, a marca já está consolidada e o retorno financeiro pode ser mais rápido do que criar uma empresa própria e construir a sua reputação do zero. Além de ter o respaldo da franqueadora nesse processo de abertura e primeiros passos.

Falando assim, até parece que em um piscar de olhos você tem tudo, né? Mas não é bem o caso. Para comprar uma franquia, você precisa entender como tudo da rede escolhida funciona, indo desde o padrão de atendimento, qualidade e serviços oferecidos. Não é o seu nome que está em jogo, e sim o da empresa que a sua unidade está representando. Por isso, é importante se comprometer como se a empresa fosse completamente sua. Se o serviço for ruim, você não lucra, a rede não lucra e você também sai perdendo.

É bem mais simples do que abrir a própria empresa, mas passa longe de ser fácil. Você terá que organizar a equipe que trabalhará no local, contratar os funcionários, fazer pagamentos, ficar sempre atenta à qualidade oferecida para manter o padrão, etc. É hora de mostrar a liderança feminina nas empresas e dedicar-se!

E ONDE INVESTIR?

Agora vem uma das perguntas mais importantes: em que franquia investir? Hoje em dia, existem diversos tipos e tamanhos de franquias, e com certeza você se identificará com uma. Essa identificação é um dos pontos principais para o seu negócio fluir e dar certo. Afinal, já que você vai investir em algo, que pelo menos seja de uma área que você goste e faça o trabalho todo com estímulo e prazer.

A coach Natália Folco conta que “ao investir em franquia em uma área que você goste e que faça sentido, automaticamente você conseguirá entregar resultados maiores e melhores por encontrar uma motivação pessoal para agir e contornar os obstáculos e desafios que surgem ao empreender. Mesmo sendo uma franquia, existem todos os desafios diários do cotidiano de uma empresa própria, a diferença é que você tem um respaldo, que varia de franquia para franquia. Portanto, entender um pouco do universo do mercado, da concorrência, do perfil do(a) cliente, te traz uma maturidade e uma visão mais ampla sobre o seu negócio. Gostar do que faz aumenta as chances de ter sucesso, pois você conseguirá fazer escolhas mais conscientes, por provavelmente já ter estado também no papel do cliente.”

Atualmente, existem franquias para todos os bolsos e gostos do empreendedorismo feminino, indo desde as microfranquias até as maiores e mais famosas. Segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), em média 61% redes de franquias que atuam no Brasil estimam ter um prazo de retorno do investimento inicial entre 18 a 36 meses. Já entre as microfranquias e franquias de baixo custo, o período fica entre 12 a 18 meses para o retorno.

Uma das redes de franquias mais consolidadas no Brasil atualmente é a Onodera Estética. Fundada por Edna Onodera, a rede Onodera Franquias hoje conta com mais de 50 unidades espalhadas por 10 estados brasileiros. A história da Onodera surgiu lá em 1981, quando Edna decidiu ampliar o modelo de negócio de seu marido: uma escola de judô. Nos dias em que não estivessem abertos, por quê não oferecer outros serviços? Tais como massagens, limpeza de pele, procedimentos de estética, etc. E foi lá nos anos 2000 que eles decidiram ampliar os horizontes para as franquias, conquistando esse enorme espaço no mercado de empreendedorismo feminino.

Este é apenas um dos exemplos para investir em franquias. É legal conhecer a história por trás e como tudo começou, entender se os valores correspondem aos seus e também às suas expectativas. Ficou interessada e quer começar a traçar seu caminho no empreendedorismo feminino? A coach Natália Folco também pode te ajudar nessa caminhada. Entre já em contato!