Qual a diferença entre gestão de carreira e transição de carreira?

transicao de carreira.png

Organizar a vida profissional não é tão simples. A gente vê isso na prática quando temos uma lista enorme de tarefas e não conseguimos cumpri-las no dia. O por quê de não cumpri-las pode ter algumas respostas, como: você não está gostando do seu trabalho ou, então, você não está sabendo gerenciar a sua carreira, quer algo maior, quer crescer, porém não sabe como focar nesses objetivos.

É normal se perder nesse caminho, sem saber ao certo o que fazer e para onde seguir. Por isso, quando você se sente improdutiva no trabalho, é bacana entender o que está causando isso, e se uma gestão de carreira ou transição de carreira seriam as peças chaves para você nessa hora. E o que são essas duas coisas, afinal? A coach Natália Folco vai te ajudar a entender melhor sobre o tema de coaching de carreira!

O QUE É GESTÃO DE CARREIRA E COMO ISSO PODE TE AJUDAR

Quando falamos em gestão de carreira, estamos pensando em progresso na carreira, sempre querendo buscar um crescimento profissional, geralmente linear e tradicional. Este caminho pode envolver pequenas mudanças de direção através do ganho de experiência e com a realização de cursos para expandir a sua capacidade e habilidades. Mas, geralmente, tudo isso está correlacionado com sua carreira atual. Uma gestão de carreira também pode ir para um caminho de atuação autônoma dentro da sua própria área profissional, como se tornar freelancer ou empresária no ramo. Se você desejar partir para o empreendedorismo, a prática de coaching empreendedor seria a ideal.

Você gerenciar sua carreira significa você se ver como protagonista e principal responsável pelas mudanças nela. Afinal, é a gente que precisa ir atrás de novas oportunidades, aumento de salário, mudanças de unidades na empresa, mudança de cargos, etc. Por mais que a prática de coaching de carreira nos ajude nesse momento, ela não fará a mágica sozinha. Mexa-se, descubra e corra atrás dos seus sonhos!

O QUE É TRANSIÇÃO DE CARREIRA E QUAL O MOMENTO CERTO

Já quando falamos em transição de carreira, podemos pensar em mudanças maiores de direção, sendo ela de dois tipos principais: mudança de área de atuação dentro da própria profissão, ou uma mudança de profissão em si.

Exemplo de mudança de área: uma advogada tributária que quer migrar para criminalista; ou uma jornalista de assessoria de imprensa que quer migrar para produção de conteúdo online; entre diversos outros exemplos. Esta alteração de direção traz mudanças da cultura local, de hábitos, da parte técnica, a forma de você “vender” o seu serviço ou produto, etc. Por exemplo, antes você produzia um conteúdo voltado para a mídia offline (revistas, jornais) e hoje você deseja produzir um conteúdo online (sites e práticas de SEO). A profissão continuará a mesma, porém você precisará desenvolver habilidades que antes estavam em standby para se adequar à nova área desejada. Cursos podem ajudar nessa transição e são ótimos para expandir a mente.

“A transição de carreira pode levar um tempo maior se a sua mudança exigir uma nova faculdade, por exemplo, ou um curso mais longo. Mas, nem sempre exige um novo curso, muitas vezes é saber empacotar e reconhecer as habilidades que a gente têm e se apropriar delas”, complementa a coach Natália Folco. A prática de coaching profissional pode te ajudar a definir qual o melhor caminho a seguir nessa hora.

Mesmo quando exige um curso, não necessariamente é preciso esperar finalizar todo o processo para planejar esta mudança. É importante saber os próximos passos e ir mudando seu mindset antes de estar apta a atuar na nova profissão, além de entender as necessidades do mercado, as particularidades, etc. Caso não exija grandes cursos, é importante um preparo e uma estruturação antes da mudança, inclusive financeira.

A coach Natália Folco pode ser a sua mão amiga nessa hora. Ela auxilia as pessoas e empresas a descobrirem seu melhor caminho a seguir, e se colocar em ação, gerando resultados positivos e realizações. Entre já em contato!