6 formas de identificar se é a hora de mudar de emprego

0823_NataliaFolco_BLOG.png

A vida - e o mundo - estão sempre em constante metamorfose. E nossa carreira profissional não está à parte dessa evolução. Se você está insatisfeita com sua função atual, talvez seja hora de seguir a premissa de que é preciso dar uma guinada e mudar de emprego. Mas, como manter uma vida profissional saudável é um dos pilares para a vida de qualquer pessoa, essa é uma decisão que deve ser tomada com cautela. 

Muitas profissionais acabam desistindo de mudar de emprego por conta do medo do novo ou do incerto ou de não saber por onde começar essa mudança. Encarar o diferente pode parecer assustador à primeira vista, de fato. Mas com planejamento e paciência, a decisão pode ser assertiva e trazer benefícios. Mais do que tudo, é preciso saber a hora de se reinventar.

Quais os sinais de que é preciso mudar de emprego?

O primeiro passo para mudar de emprego é saber se está no momento certo. E, para isso, você pode prestar atenção a vários sinais de alerta que sempre surgem quando a situação no  emprego atual começa a ficar difícil, sinalizando que é hora de uma reviravolta profissional. Conheça os principais:

1. Tropeços da empresa

Quando a empresa não oferece uma boa perspectiva de crescimento, tanto interno quanto em expansão e impactos externos, talvez não seja uma boa opção continuar no emprego. Uma boa carreira profissional é cultivada com o alinhamento entre você e a empresa. Assim, quando a empresa não está em um bom momento, consequentemente você também pode entrar num mau momento. 

2. Ansiedade no trabalho

Não é errado sonhar acordada sobre largar tudo e não fazer mais nada. Mas quando isso sai do controle, chegando ao ponto em que perdemos a vontade de trabalhar, temos um problema. O desânimo profissional pode acontecer por diversos motivos, como projetos que criam mais problemas que soluções - isso gera ansiedade no trabalho, diminuindo nossa motivação e nos fazendo querer desistir. Além disso, fatores como a desconexão a atividade em si ou com as pessoas que trabalha também pode contribuir com essa sensação.

3. Falta de envolvimento

Deixar de se envolver em projetos, seja por vontade própria ou exclusão da gestão, pode ser um sinal que é hora de mudar de profissão. É difícil manter o ânimo, o engajamento e a disposição no trabalho quando passamos a estar alheias aos projetos desenvolvidos. Isso também pode surgir simplesmente pela vontade de mudança: quando algo já não vai bem, deixamos de cair de cabeça e procuramos uma zona segura - e, sem desafios, não há crescimento.

4. Sensação de estar presa ao passado

Nossa carreira é criada com o legado que deixamos nos lugares que já trabalhamos. Nossa experiência é extremamente importante para desenvolver um trabalho de qualidade onde quer que estejamos. Porém, quando estamos apenas focando nesse legado, passamos a viver de passado, e isso é prejudicial para a carreira. Quando estamos verdadeiramente focadas(os) e engajadas(os) com nossa profissão, não há espaço para pensar demais no que já foi. Quando há mais espaço para comparações com o passado do que com dedicação, talvez seja a hora de mudar de emprego.

5. Líder ausente

Quando você perceber que o líder não possui visão de futuro, é hora de mudar de lugar. Grandes administradores querem fazer a diferença, crescer e evoluir constantemente. Além disso, a presença dele, física ou virtualmente, é importante para nortear nosso trabalho. Sem esse feedback e sem a visão de futuro do seu líder, a tendência é que queiramos buscar novos desafios.

6. Oferta melhor

Nem sempre precisa acontecer alguma situação delicada para surgir o desejo de mudar de emprego ou profissão. A simples possibilidade de uma oferta melhor é um motivo mais do que válido. Segundo uma pesquisa realizada pela IBM em 2018 com 22 mil funcionários revelou que mais de 60% dos empregados resolveram migrar para a companhia de tecnologia justamente por considerar uma oferta melhor. Então, por mais que você esteja feliz com o emprego atual e se sentir “tentada” por uma oferta melhor, não se sinta mal - arrisque!

Decidi: quero mudar de emprego. E agora?

Se você se identificou com alguma característica acima, então é hora de arregaçar as mangas e traçar um planejamento para fazer a troca de emprego de maneira segura e satisfatória. Mas se você sente que está insatisfeita e ainda não sabe o que exatamente quer fazer, pode ser que você precise de uma reavaliação da sua profissão ou área profissional. Vale a pena bater um papo com a Natália Folco,! Com experiência em mudança de profissão e empreendedorismo, ela está pronta para traçar um plano de ação personalizado com base na sua história, nos seus sonhos, aprimorando os pontos necessários para que você alcance o seu sucesso profissional.

Agende já uma consulta!