4 dicas para evitar a procrastinação e ser um profissional melhor

0607_NATALIA FOLCO_Post_Blog.png

Nunca antes se falou tanto sobre estratégias para evitar a procrastinação como em palestras e estudos nos dias de hoje. Isso mostra como a prática está cada vez mais presente no nosso dia a dia, seja no trabalho ou na vida pessoal. Normalmente procrastinamos porque a tarefa é muito simples, porque pode ser realizada depois, porque nos distraímos ou por vários outros motivos. O alto número de informações que precisamos processar todos os dias, no mundo real e digital, também pode ser um grande fator para o desenvolvimento da procrastinação - isto é, dificilmente conseguimos priorizar na hora exata o que deve ser priorizado, devido a demanda do dia a dia.

Seja como for, procrastinação, por fim, torna-se um hábito; e como qualquer hábito, aparece sem ser notado. Quem nunca experimentou a sensação de “eu faço essa tarefa amanhã”, seja por ser fácil demais e “não merecer” tanta atenção, por ser difícil demais e ainda possuir um longo prazo pela frente, ou simplesmente porque as nossas redes sociais ou pequenas urgências nos tiram o foco?

Ainda assim, a prática está longe de ser inofensiva. Entenda porque devemos parar de procrastinar de uma vez por todas. Mas também falaremos de quando ela é natural e bem vinda mais adiante.

Como a procrastinação afeta minha vida?

No âmbito profissional, o efeito da procrastinação é rápido e certeiro. O excesso de informação acaba nos desmotivando a realizar as tarefas corretas nos momentos ideais, o que nos leva a procrastinar. Esse desânimo é atrelado ao íntimo da pessoa, que passa a ser afetada em outras áreas da vida. Assim, o hábito de “deixar para depois”, aos poucos, pode desenvolver e atenuar sintomas como estresse, depressão, desânimo, ansiedade e sentimento de culpa.

Se não houver nessa etapa um incentivo para parar de procrastinar, rapidamente os efeitos são sentidos também no ambiente profissional. Perda de prazos, dificuldade em bater metas e queda de rendimento são as principais consequências de quem não consegue largar o hábito. Tais condições podem comprometer a carreira profissional em pouco tempo. Se você empreende, pode te afastar dos seus resultados, e diminuir a sua capacidade produtiva.

Justamente por se tratar de um hábito, parar de procrastinar pode ser simples na teoria, mas difícil ao se colocar em prática. Conheça abaixo algumas dicas para parar de procrastinar de uma vez por todas e melhorar a produtividade no ambiente de trabalho e na sua empresa.

Confira 4 dicas para evitar a procrastinação

1. Faça uma autoavaliação

Como vimos, existem vários motivos que resultam na procrastinação. Então, antes de mais nada, faça uma autoavaliação para identificar o que está te fazendo entrar neste hábito - problemas pessoais? Ambiente de trabalho pesado? Tarefas muito difíceis? Nessa etapa, tudo é válido e deve ser considerado.

Não se repreenda ou julgue a si mesmo quando perceber os reais motivos da procrastinação. Entender que essa é uma situação que pode ser alterada é o primeiro passo para melhorar a produtividade

2. Organize as tarefas e faça um planejamento

Planos e metas: nada funciona muito bem sem esses dois itens, e não é diferente com a nossa rotina de trabalho. Organize-se em tópicos, tabelas, ou outras anotações, e deixe em um espaço visível para ter fácil acesso do que deve fazer.

Aqui também é válido repartir as tarefas: dividir uma atividade complexa em duas ou mais partes mais simples pode tornar a obrigação mais leve e menos difícil.

3. Foco total

Agora que você chegou até aqui, dê o primeiro passo. Começar a realizar as tarefas é a parte mais difícil, mas é do ponto pé inicial que saem grandes feitos.

Mas para isso, foco total: ainda que o seu motivo para procrastinar possa não ser a tecnologia, é sabido que a instantaneidade e praticidade das inúmeras redes sociais a que estamos expostos tira, e muito, nossa atenção. Então, antes de começar de vez suas obrigações, certifique-se de que seu celular está em modo avião, que sites que não serão usados não estão abertos no notebook e outras pequenas ações para que nada te distraia. O ambiente de trabalho é muito barulhento? Coloque um fone de ouvido. Existem várias estratégias que variam de situação para situação. Tudo em prol de parar de procrastinar, principalmente em momentos importantes do seu dia.

4. Recompensas

Trabalhar com metas e recompensas pode ser a melhor arma para evitar a procrastinação. E quem não gosta de ser recompensado pelo trabalho bem feito ou ver os resultados da sua empresa alavancarem como resposta? Agora que você já tem à vista os motivos da procrastinação, os planos e metas e deu o primeiro passo, permita-se alguns mimos. Estabeleça, junto aos planos, metas de trabalho e recompensas por elas.

Assim, toda a vez que você “concluir o relatório semanal”, por exemplo, você pode “comer um chocolate”. “Terminar a planilha no prazo” pode equivaler a um sorvete como sobremesa na hora do almoço, e “terminar a planilha antes do prazo”, a um sorvete e um bombom, por exemplo. É uma maneira divertida, gostosa e certeira de parar de procrastinar por definitivo e melhorar a produtividade no ambiente de trabalho. E claro, não precisa atrelar somente à comida ;)

Mas existe uma procrastinação que é por falta de respeitar o ócio criativo, o momento de inspiração. Não devemos acreditar que o dia a dia é sempre corrido e que precisamos estar produtivos 100% do tempo. Existe, sim, o momento de relaxar, de deixar a inspiração fluir e… não fazer “nada”! E isso é muito saudável, desde que - lembre-se! - tudo for feito no momento certo.


Agora que você já tem todas as dicas de para parar de procrastinar e melhorar sua produtividade profissional, é importante saber que toda ajuda nesse momento de transição é válida. A Natália Folco é coach profissional e de empreendedores e está altamente capacitada para te auxiliar na hora de deixar a procrastinação de lado. Agende já uma sessão de mapeamento de objetivos para te ajudar a entender seu momento profissional e quais as melhores estratégias para melhorar sua produtividade!