Coaching mais terapia funciona? Quando preciso de um, do outro ou dos dois?

coaching-terapia-profissional.jpg

No início deste ano de 2018 a novela da Globo, O Outro Lado do Paraíso, trouxe à tona uma polêmica: Coaching também serve como terapia? Na novela foi dado a entender que sim, um Coach pode agir como um terapeuta. O que foi logo repudiado por outros coaches e, inclusive pelo Conselho Federal de Psicologia, que publicou a nota que replico alguns trechos abaixo para deixar você a par do assunto:

Mesmo compreendendo o caráter de uma obra de ficção, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) entende que a telenovela “O outro lado do paraíso”, por se tratar de uma obra capaz de formar opinião, presta um desserviço à população brasileira ao tratar com simplismo e interesses mercadológicos um tema tão grave como o sofrimento psíquico de personagem cuja origem é o abuso sexual sofrido na infância.

(...) Saudamos como positiva a manifestação de diversos grupos e escolas de coaching, que, manifestando-se sobre o ocorrido, afirmaram compreender que os transtornos mentais devem ser cuidados por profissionais da saúde mental (...)"

Está claro que as duas coisas são diferentes. Portanto, não é papel do Coach lidar com traumas e outros transtornos mentais que devem ser tratados por psicólogos e psiquiatras.

Mas, afinal, o que é coaching e qual seu papel?

O coaching, principalmente voltado para o empreendedor, tem objetivos específicos e mensuráveis a serem atingidos, que estão focados principalmente no aprimoramento pessoal e profissional do indivíduo. Não é papel do coach curar ou tratar transtornos mentais e psicológicos como ansiedade, depressão e etc.

É possível que as sessões de coaching possam influenciar e colaborar para a melhora da saúde mental, já que acabam promovendo este aprimoramento pessoal e profissional. E isso pode impactar na autoestima, autoconhecimento e qualidade de vida. No entanto, este não é o objetivo principal. É apenas uma consequência de um trabalho de coaching bem feito e reflexo da evolução do indivíduo que as sessões promovem.

Outra diferença entre coaching e psicoterapia é que o primeiro tem sessões definidas, fixas, mas que podem ser feitas até virtualmente. Já a psicoterapia não tem um número fixo, já que é um processo clínico demorado e deve ser feito apenas presencialmente. A psicoterapia também deve ser feita apenas por um profissional de psicologia habilitado. Já o coaching não necessariamente precisa ser feito por um psicólogo, podendo ser feito por profissionais com diversas formações.

O principal ponto que o coach vai abordar com seu coachee é o emocional, buscando identificar as armadilhas psicológicas que estão impedindo o seu desenvolvimento pessoal e profissional. O coach vai ajudar nesse processo, mas quem vai achar as respostas e deve traçar e concluir os objetivos é o coachee. O coach é como um mestre, um sábio, que ajuda o seu pupilo a encontrar seu caminho. Mas é ele que deve percorrê-lo.

Quando fazer coaching, terapia ou os dois?

Algumas pessoas podem estar se perguntando: Mas, e agora, o que devo fazer? Preciso de coaching ou devo buscar uma terapia mais profunda com a ajuda de um psicólogo? Ou será que posso fazer os dois?

A grande maioria dos psicólogos fala que todo mundo tem algum transtorno psicológico que pode ser tratado, em menor ou maior grau. E que a terapia é como ir a uma academia. Uma trabalha o corpo e a outra trata a mente.

Por isso devemos nos desfazer daquela ideia de que só vai ao psicólogo quem está louco, quem está muito deprimido e cheio de problemas.

Da mesma forma, o coaching não serve só pra quem não sabe qual caminho seguir ou acha que está fracassado em sua vida profissional.

Se você puder fazer os dois, faça! Sua saúde mental vai melhorar e, de quebra, vai conseguir aprimorar sua vida pessoal e profissional.

Qual é o seu objetivo?

Se seu objetivo é crescer profissionalmente, melhorar seus hábitos, ter mais confiança, aprender a gerenciar equipes, lidar com pessoas, ou seja, aprimorar sua parte profissional, aconselho que não perca tempo e inicie logo seu processo de coaching profissional.

Caso você deseje empreender ou se já empreende, pode fazer um processo de Coaching Empreendedor, começando por uma avaliação dos seus 6 pilares do empreendedorismo.

Assim você poderá visualizar o quão preparado está para o seu negócio e ainda receber sugestões bem elaboradas de ações para desenvolver ainda mais cada pilar. Para que você tenha mais clareza sobre as suas demandas e saiba definir e organizar melhor suas prioridades, melhorando também sua gestão do tempo e, consequentemente, alavancando seus resultados.

Se a terapia se fizer necessária, sem dúvidas um bom coaching irá identificar isso e lhe aconselhará que busque o apoio de um profissional da área de psicologia. Eu mesma tenho boas indicações de psicólogos parceiros.

Por isso é importante que você não se deixe levar por tudo que vê na TV, como neste caso da novela. E, principalmente, tome cuidado com profissionais que lhe prometem soluções milagrosas ou que tentam fazer procedimentos que não fazem parte do seu ramo de atuação.

Busque sempre um coach habilitado e responsável e, com certeza, juntos vocês conseguirão alcançar o sucesso que você deseja e merece!